Páginas

As doenças mais comuns na Infância

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013




Para ter acesso a essa postagem atualizada e mais completa CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO.

As 3 principais doenças da infância e seus tratamentos

Existem diversos tipos de doenças que acometem as crianças, principalmente na sua fase pré-escolar. Nessa faixa etária a criança está susceptível a diversas doenças, podendo essas serem enquadradas basicamente em:

  1. Doenças carenciais: Não absorção de algum tipo de substância necessária ao organismo;
  2. Infecções das Vias Aéreas: Doenças virais ou bacterianas que atinge qualquer parte das vias respiratórias;
  3. Diarreia e desidratação

Essa tríade pode ser evitada pelo simples acompanhamento adequado da criança pela Unidade de Saúde da Família mais próxima através da Política Nacional de Atenção à Saúde da Criança.

Hoje iremos conhecer mais acerca da diarreia aguda e desidratação, comuns na infância, e como proceder quando a criança apresentar uma dessas complicações.

DIARRÉIA AGUDA


A diarreia  aguda na infância tem grande magnitude no Brasil devido a parte da população viver em condições precárias sem esgotamento sanitário e instrução.

Caracteriza-se pela perda de água e eletrólitos, aumento do volume e frequência das evacuações, além das fezes apresentarem uma menor consistência do que o habitual. A diarréia é causada por um agente infeccioso, com duração menor que 2 semanas. As complicações que causam a morte são a desnutrição e desidratação devido ao grande fluxo intestinal do quadro de diarréia aguda que reduz a absorção de nutrientes e líquidos advindos dos alimentos ingeridos.

Causadores comuns: Vírus (Rotavírus, Adenovírus); Bactérias (Salmonella, Staphylococcus); Parasitas (Ascaris, Giardia lambia).

 DESNUTRIÇÃO

Termo que designa o déficit de proteínas e calorias na dieta, podendo ser originado por vários fatores como absorção inadequada (exemplo a diarreia pelo fluxo rápido do alimento) ou ingestão insatisfatória (no sentido de qualidade e não quantidade). Os fatores que infuenciam numa boa dieta são:

  1. Nível socioeconômico;
  2. Condições ambientais;
  3. Baixo nível mental da mãe;  
  4. Privação afetiva;

  •  Tipos
  1. Marasmo: Baixa quantidades de calorias ingeridas no dia (vária de acordo a faixa etária) e baixa ingesta de proteína devido a baixa qualidade e quantidade dos alimentos. O marasmo acomete normalmente as criança maiores de 1 ano e essas apresentam grande emagrecimento.
  2. Kwashiorkor: Baixa ingestão de proteínas. Acomete principalmente crianças de 1-4 anos e essas apresentam edema de face e cabelos quebradiços.
  3. Marasmo-Kwashiorkor: As crianças com esse tipo de desnutrição sofrem deficiências importantes de proteína e calorias. Nessa categorias vários sistemas são afetados e há o aparecimento de lesões cerebrais levando ao déficit cognitivo.


DESIDRATAÇÃO

Acomete em maior proporção as crianças menores de 1 ano devido a maior proporção de água em seu corpo. Pode ser causada por diarreia, vômitos, infecções ou desnutrição (fator predisponente). Com base nos sinais e sintomas a criança, na unidade de saúde, é classificada e tratada com Soro de Reidratação Oral (SRO) segundo os seguintes planos:

  1. Plano A - Diarreia sem desidratação;
  2. Plano B - Diarréia e alguns sinais de desidratação; 
  3. Plano C - Diarreia com desidratação grave.


Aos que procuram uma orientação sobre alguma dessas complicações acima o mais recomendado é a procura imediata de uma unidade de saúde, pois os casos acima são passiveis de grande complexidade causal, como por exemplo a diarreia, porém são passíveis de medidas que possam melhorar as condições de tratamento de modo a retomada do equilíbrio do organismo o mais rápido possivel. Contudo, para que isso ocorra, faz-se necessário o acompanhamento de um profissional de saúde capacitado e, no caso de crianças, de uma mãe dedicada a seguir todas orientações passadas a ela.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Rafael Mafagafo já havia dito : A verdade é que eu acho legal o pessoal acessar o site e não deixar um recadinho… eh massa…
eh a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? não custa deixar um recadinho falando… legal…

 
Enfermagem... A Arte do Cuidar | by TNB ©2010