Páginas

Tuberculose Pulmonar

domingo, 2 de outubro de 2011

Mycobacterium tuberculosisBem, após um semestre puxado o qual fez eu diminuir a frequência das atualizações no blog, aqui estou eu novamente para compartilhar com todos os conhecimentos que adquirir durante esse período de ausência do Enfermagem... A Arte do Cuidar. Para ter um retorno a altura irei começar com uma doença que é a mais comum da humanidade, isso segundo Veronesi, ela é a Tuberculose.

  • INTRODUÇÃO
 A tuberculose é a doença mais comum da humanidade, tendo como agente etiológico a Mycobacterium tuberculosis. Em 1970 mesmo com a descoberta de potente quimioterapia os casos de tuberculose cresceram sendo os fatores que explicam essa situação a relação da bactérias com os portadores de HIV; ampliação da miséria; aumento da longevidade e deterioração da saúde. Possivelmente os humanos se infectaram por ingestão de carne e leite contaminados e aos poucos os bacilos (Mycobacterium boi) se mutaram para uma melhor transmissão.
 
Endêmica na antiguidade espalhou-se pelo mundo através do colonialismo e expansionismo. Durante as guerras mundiais a epidemia chegou ao ápice nas américas.
 
As condições dadas para que a microbactéria evolui-se foram os aglomerados humanos com subnutrição, já que é um ambiente que proporciona fácil propagação e baixa imunidade dos presentes, caracterizando uma população de baixo poder socioeconômico que no período colonial se refere aos  escravos.
 
  • EPIDEMIOLOGIA
 Com a redução de incidência e prevalência, uso de vacina (BCG) e descoberta de medicamentos, deu a ilusão de controle da tuberculose. Em 1970 os países ricos apresentavam uma queda e controle de casos, enquanto os países pobres enfrentavam uma epidemia. Este panorama pode ser observado ao analisar os dados da época referente a tuberculose, os quais mostram que a cada ano eram infectados 100 milhões de pessoas, onde 21% pertenciam aos países ricos, com maior incidência em idosos e 70% aos países pobres com maior incidência na faixa etária de 15 a 59 anos. O numero de óbitos nessa época nos países ricos girava em torno de 1,3%, enquanto nos países pobres chegava a alarmantes 98,7%.
 
Nos países médios a dificuldade e estaria relacionada a integração com as diversas estruturas sanitárias e o sucesso depende também da participação de especialistas.
80% dos casos de tuberculose no mundo concentram-se nos países assinalados em tons de vermelho. Fonte: OMS (2007)
80% dos casos de tuberculose no mundo concentram-se nos países assinalados em tons de vermelho. Fonte: OMS (2007)
 
Atualmente o panorama da tuberculose no mundo é que ela é uma doença “reemergente” nos países ricos e “permanente” nos países pobres.
 
Na próxima postagem sobre tuberculose pulmonar estarei trazendo a etiologia do bacilo e a transmissão.

1 Comentário

Anônimo disse...

Começo o meu 1º semestre de Enfermagem e agradeço por compartilhar um pouco do saber comigo! Vou visitá-los sempre! bjssss

Postar um comentário

Rafael Mafagafo já havia dito : A verdade é que eu acho legal o pessoal acessar o site e não deixar um recadinho… eh massa…
eh a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? não custa deixar um recadinho falando… legal…

 
Enfermagem... A Arte do Cuidar | by TNB ©2010