Páginas

Músculo Liso

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

musculo liso Esse nome é dado devido a características desse tipo de músculo não apresentar estriações a microscopia, entretanto muitas das principais ações são aplicáveis aos dois tipos de músculos, lisos e esquelético, como as mesmas substâncias químicas executam contração nos dois grupos musculares, sendo assim a principal diferença entre eles a disposição das fibras musculares que é completamente diferente no músculo liso em relação ao esquelético.

Antes de continuar leia as seguintes postagem para um melhor entendimento:

  • Tipos de músculos lisos

Músculo liso multiunitário: Formado por fibras lisas distintas, cada fibra atua independentemente da outra e muitas vezes inervada por terminações únicas como acontece nas fibras musculares. Como exemplo temos os músculos ciliares, íris do globo ocular;

Liso visceral: As fibras são organizadas em lâminas, feixes ou tubos e estão presentes em vasos sanguíneos de pequeno porte e em órgãos. Uma característica marcante desse grupo é a de formarem junções abertas, facilitando a passagem do potencial de ação entre as fibras.

  • Processo contrário do músculo liso

Células na contração e relaxamento Base química: Os filamentos de actina e miosina interagem entre si no músculo liso da mesma maneira que no esquelético, ou seja, os filamentos de actina sem a presença do complexo troponina-tropomiosina, fixa fortemente a molécula de miosina causando a contração, porém com a presença do complexo troponina-tropomiosina há inibição da actínia. [Veja mais em: Mecanismo molecular da contração Muscular]

Base física: Filamentos de actinas presos a corpos densos (corpúsculos densos) e entre as actinas poucos filamentos de miosina com suas pontes cruzadas.

A contração no músculo liso é de 30 vezes mais lenta que no esquelético, isso é dado pela pouco uso de ATP no músculo liso e pequena quantidade miosina. Isso garante um funcionamento global do organismo, mantendo o grau de contração tônica.

  • Potencial de Ação no músculo liso visceral

Dado por: impulsos elétricos, hormônios transmissores e terminações nervosas.

Potencial de Platô: Há um retardamento na repolarização do músculo liso, causando períodos prolongados de contração;

Ondas lentas rítmicas: Ocasionam potenciais de ação sem estimulo intrínsecos, que são muitas vezes chamadas de ondas marca-passos.

  • Excitação – Íons de Cálcio

No músculo liso o retículo sarcoplasmático (RES) é pouco desenvolvido, então faz se necessário que em alguns músculos lisos o Cálcio venha do meio extracelular junto com o potencial de ação, entretanto a músculos lisos que tem o RES de desenvolvimento moderado, e como não há túbulos T, o retículo fica próximo a membrana sendo excitado pelo potencial de ação. [O que é RES e túbulos T?]



Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Rafael Mafagafo já havia dito : A verdade é que eu acho legal o pessoal acessar o site e não deixar um recadinho… eh massa…
eh a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? não custa deixar um recadinho falando… legal…

 
Enfermagem... A Arte do Cuidar | by TNB ©2010