Páginas

Faciolose (Fascíola Hepática)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

FasciolaA Fascíola hepática causador da faciliose, também conhecida como “baratinha do fígado”, é um parasito de canais biliares de ovinos, bovinos, caprinos, suínos e mamíferos silvestres. Sendo as áreas mais endêmicas as úmidas, alagadiças ou sujeitas as inundações. A Fascíola hepática foi constatada incialmente no Rio Grande do Sul e hoje está presente nos estados de Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo e Mato Grosso.


  • Morfologia

A Fascíola hepática possui 2 ventosas, uma oral na parte anterior e logo abaixo desta encontra-se uma ventosa ventral. Junto a ventosa ventral temos o poro genital, tendo como característica o hermafroditismo.


  • Biologia

1. Habitat


Nos hospedeiros usuais é encontrado no interior da vesícula e canais biliares. Já no Homem que não é hospedeiro habitual a Fascíola hepática é encontrada nas veias biliares como nos alvéolos pulmonares e outros locais.


2. Ciclo Biológico


Caracteriza por ser Heteróxeno (mais de um hospedeiro de espécie diferente para completar seu ciclo de vida), sendo seu hospedeiro intermediário o caramujo das espécies, Lymnaea columela e Lymnaea viatax. Os vermes adultos põem seus ovos que, com a bile passam para o intestino, onde seram eliminados nas feses.

Na condições de ausência de putrefação e temperatura entre 25-30°C o ovo da Fascíola hepática poderá durar até 9 meses e o miracidio só sairá do ovo quando encontrar-se com a água. Nas condições adequadas o miracidio vai a procura do caramujo do gênero Lymnae, ao encontra-lo o parasito se desenvolve e vai para o estagio de esporocisto que dá origem de 5 a 8 rédias, essas podem dar origem a rédais de segunda geração (condições do meio adversas) ou cercarias (condições adequadas). Até se chegar ao estágio de cercaria já se passaram de 30 a 40 dias. Uma pequena relação de produção pode ser feita:


1 Miracidio = 250 cercarias

1 caramujo = 6 a 18 cercarias dia


Apos sair do caramujo a cercaria perde a cauda e com a secreção de glândulas encista-se aderindo a vegetação ou a superfície da água, formando assim em um prazo de 15 minutos forma-se a metacercária, sendo que essa forma pode resistir no meio por um período de 3 meses.


  • Patogenia

A Fasciolose é um processo inflamatório crônico do fígado e ductos biliares, causando assim a perda de peso e morte dos animais. No homem por não ser hospedeiro normal, não há numero elevado de parasito. Esse parasito pode agir de duas formas; Destruindo o parênquima que é substituído por tecido fibroso ou movimentação dentro dos ductos biliares causando com sua movimentação ulceras e irritações.


  • Epidemiologia e Profilaxia

A fasciliose é uma zoonose na qual a forma larvária é a forma infectante, sendo que para se combater sua disseminação deves-se haver ações preventivas como vacinação dos animais.

4 comentários

Professora Suli disse...

Credo amigo! Você poderia ser mais gentil, não precisa ficar assim tão irritado porque as pessoas não deixam recados aqui. Não gostei de ler isso aí encima, mas mesmo assim, deixarei meu comentário para te fazer sorrir: Gostei bastante do conteúdo do site, pois as informações e as imagens me ajudaram a montar minhas aulas de biologia. Agradeço pela ajuda, e voltarei outras vezes, e sempre costumo puxar a descarga...

Lucas Queiroz disse...

Kkk³ Não leve a mal Suli, esse recado foi a maneira que encontrei pra "quebrar o gelo" entre os internautas e fazerem comentar sobre o artigo.

Fico feliz que tenha gostado e espero mais visitas suas, sinta-se a vontade. Mas uma vez desculpa pela mensagem de Mafagafo.

Anônimo disse...

Caro amigo, gostei muito do ciclo da Fascíola Hepática está bem explicativo, do jeitinho que eu estava procurando! Sou estudante de Medicina Veterinária, estou cursando a disciplina de Parasitologia Animal, já havia estudado está doença mas, precisava de um Ciclo bem complexo para montar um trabalho da disciplina...só achei o conteúdo pouco...poderia ter mais coisas relacionadas a doença!!! Mas, desde já Obrigada!!!

Lucas Queiroz disse...

@Anônimo,

Sinto muito se o conteúdo não satisfez você totalmente, porém como a Fascíola Hepática é um parasita predominante nos animais e quando presente no homem não há numero elevado de parasito, por isso, ela é pouco explorada pela literatura medica. Vou te indicar um artigo de faciolose direcionado a animais, para você complementar o viu no meu blog:

Texto original em espanhol: FASCÍOLA HEPÁTICA

Texto traduzido: Tradução

Até...

Postar um comentário

Rafael Mafagafo já havia dito : A verdade é que eu acho legal o pessoal acessar o site e não deixar um recadinho… eh massa…
eh a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? não custa deixar um recadinho falando… legal…

 
Enfermagem... A Arte do Cuidar | by TNB ©2010