Páginas

Membranas Celulares

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Nesta postagem darei uma breve explicação sobre as membranas celulares, frisando seus componentes e a função de cada um.


A Membrana plasmática (ou celular) engloba a célula, definindo seusMembrana microeletronico limites, separa o meio intracelular do extracelular e é o principal responsável pelo controle da saída e entrada de substâncias da célula. Ela aparece em estudos com microscópio eletrônico como duas linhas escuras separadas por uma faixa central clara, com uma espessura de 7 a 10 nm.


Funções da Membrana


Como qualquer outro componente das células a membrana celular tem suas funções características que fazem com que a célula tenha um bom funcionamento. São elas:


1. Barreira permeável e seletiva que controla a passagem de íons e de moléculas pequenas do meio intra para o extra-celular e vice-versa.


2. Fornece o suporte físico para a atividade das enzimas.


3. Mediante a formação de vesículas transportadoras torna possível o deslocamento de substancias pelo citoplasma.


4. Participa do processo de endocitose¹ e exocitose².


5. Reconhecimento entre as células para adesão entre elas.


6. Local onde se alojam receptores que desencadearam reações na célula.


Estruturas da Membrana Celular

Todas as membranas plasmáticas celulares são constituídas predominantemente por fosfolipídeos e proteínas em proporções variáveis e uma pequena fração de açúcares, na forma de oligossacarídeos. Exteriormente, em muitas células animais, a membrana plasmática apresenta uma camada rica em glicídeos: o glicocálix ou glicocálice.


1.0 Lipídios: Pertencendo predominantemente ao grupo de fosfolipídios, são formados pela união de três gupos de moléculas menores: um álcool, normalmente um glicerol, duas moléculas de ácido graxo, e um grupo de fosfato que podem ou não ter uma segunda molécula de álcool. Os lipídios são divididos em dois grupos, são eles:


1.1 Fosfolípidios: São moléculas que possuem uma cabeça polar (Hidrofila-afinidade com a água) e longas cadeias hidrocarbonadas apolares (Hidrofoba-não tem afinidade com a água).


Como pode ser visto na imagem a membrana e composta por umaMobilidade dos fosfolípidios bicamada de lipídios, e cujo fazem movimentos dos mais variados na membrana, sendo assim esses movimentos nomeados de flip-Flop, deslocamento lateral, fexão e rotação. Essa bicamada da membrana não é idêntica na sua composição dando assim a característica de assímetria a membrana.


1.2 Colesterol: Vindo da união de um fosfolípidio com OH no C3’ e encontrado em monocamada na membrana.


2.0 Proteínas: Seu número é proporcional ao número de lipidio ou do tipo de célula, sendo classificadas em:


2.1 Periféricas: Encontram-se sobre as faces da membrana, ligada nas cabeças dos fosfolípidios através de ligações covalentes, essas proteínas liberam aminoácidos que interagem com grupos químicos da própria membrana e dos que a banham.


2.2 Integrais: Encontram-se embutidas nas membranas, entre os lipídios da dupla camada, com isso sua extração é relativamente drástica.


3.0 Carboidratos: As membranas contém entre 2% a 10% , são ligados a proteína e lipídios por meio de ligações covalentes, sobre forma de glicolipídios e glicoproteínas. Eles se caracterizam por ter a função de impedir agressões mecânicas e químicas, isolarem o axônio de alguns neurônios, além de especificarem o sistema ABO através de oligossacarídios .


Transportes Através da Membrana


Mesmo nas membranas não biológicas, como as de plástico ou celulose, há moléculas que as conseguem atravessar, em determinadas condições. Dependendo das propriedades da membrana e das moléculas (ou átomos ou íons) em presença, o transporte através das membranas classifica-se em:


  • Transporte passivo – quando não envolve o consumo de energia do sistema, sendo utilizada apenas a energia cinética das moléculas; a movimentação dá-se a favor do gradiente de concentração (do meio hipertónico para o meio hipotônico).

  • Transporte ativo – quando o transporte das moléculas envolve a utilização de energia pelo sistema; no caso da célula viva, a energia utilizada é na forma de Adenosina tri-fosfato (ATP); a movimentação das substâncias dá-se contra o gradiente de concentração, ou seja, do meio hipotônico para o hipertônico.

¹ endocitose – em que a membrana celular envolve partículas ou fluido do exterior - fagocitose ou pinocitose - e a transporta para dentro, na forma duma vesícula; e

² Exocitose – em que uma vesícula contendo material que deve ser expelido se une à membrana celular, que depois expele o seu conteúdo.

2 comentários

Anônimo disse...

Muito legal, me ajudou muito em uma pesquisa de biofísica na faculdade.
Obrigada!!!

AbraKassabrah disse...

É mesmo muito legal encontrar exemplos de aulas quando se quer entender realmente todo o funcionamento e estruturas biológicas.

Postar um comentário

Rafael Mafagafo já havia dito : A verdade é que eu acho legal o pessoal acessar o site e não deixar um recadinho… eh massa…
eh a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? não custa deixar um recadinho falando… legal…

 
Enfermagem... A Arte do Cuidar | by TNB ©2010